Selecione seu Estado São Paulo
Quarta-Feira, 02 de Dezembro de 2020


E-mail:
Senha:
Cadastre-se Login
Acessando.... Erro ao acessar. Esqueceu sua senha?

Intermédica tem interesse em mais 10 ativos

Fonte: CQCS Data: 18 novembro 2020 Nenhum comentário

Alguns deles estão em negociações avançadas, segundo Irlau Machado, presidente da operadora

Valor Econômico destaca que, apesar das 12 aquisições promovidas neste ano, a NotreDame Intermédica tem ainda no radar outros dez ativos, sendo que alguns deles estão em negociações avançadas, segundo Irlau Machado, presidente da operadora de planos de saúde.

As aquisições deste ano incluíram na carteira da operadora 1 milhão de usuários de planos de saúde e dental. Incluindo os ativos adquiridos, em que alguns processos estão em aprovação de órgãos reguladores, a companhia possui hoje 4,2 milhões de usuários. Uma das transações de destaque neste ano foi a compra da Medisanitas por R$ 1 bilhão que marcou ainda a entrada da Intermédica em Minas Gerais – praça que nos últimos meses vem gerando forte competição entre Intermédica e Hapvida.

A maior parte das transações envolve operadoras com hospitais e clínicas. A rede própria da Intermédica teve um incremento de 859 leitos hospitalares neste ano. A companhia conta com 26 hospitais, 89 centros clínicos, 23 prontos socorros e 17 centros de medicina diagnóstica, entre outros.

A verticalização é uma das principais razões para uma sinistralidade muito inferior à média do mercado. No terceiro trimestre, esse indicador ficou em 68,6%, o que representa uma queda de 2 pontos percentuais. Com custos médicos controlados, o lucro líquido da companhia saltou 97,4% para R$ 196,8 milhões no terceiro trimestre. A receita líquida ficou em R$ 2,7 bilhões, alta de 24,1% quando comparado a um ano antes. O adiamento e cancelamentos de procedimentos médicos nos meses anteriores do isolamento social foi pequeno no terceiro trimestre.

“Deste ganho de dois pontos percentuais na taxa de sinistralidade, 0,5 ponto percentual veio de procedimentos não realizados anteriormente devido à covid”, disse Machado. Boa parte do ganho da sinistralidade veio dos exames médicos que passaram a ser realizados internamente. A operadora adquiriu o laboratório de medicina diagnóstica Ghelfond, de São Paulo. “Os exames processados fora são 40% mais caros”, disse o presidente da companhia.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado aumentou 43,4% para R$ 4558,4 milhões. A margem subiu 2,3 pontos percentuais para 17%. A despesa comercial aumentou 30% para R$ 143 milhões devido à intensificação de vendas à pequenas e médias empresas, cuja sinistralidade é menor, mas demanda maiores gastos comerciais.

 

Para participar e deixar sua opinião, clique aqui e faça login.

 

Últimas

 

agencialink.com é o nome fantasia da Razão Social:
ART Tecnologia de Sistemas S/S Ltda.
CNPJ: 10.199.185/0001-69
Av. Jabaquara, 2860 - Sobre Loja - São Paulo, SP - 04046-500 - Brasil