Selecione seu Estado São Paulo
Domingo, 24 de Junho de 2018


E-mail:
Senha:
Cadastre-se Login
Acessando.... Erro ao acessar. Esqueceu sua senha?

Previdência Privada: Entender o seu perfil é o primeiro passo

Fonte: SEGS Data: 08 junho 2018 Nenhum comentário

O corretor de seguros Guilherme explica a Ernesto os impactos da previdência privada no Imposto de Renda

Convencido de que a previdência privada é uma excelente alternativa para um futuro mais tranquilo, Ernesto quer saber qual é a modalidade mais adequada para o perfil dele. Para esclarecer todas as dúvidas, ele marcou uma reunião com o corretor de seguros Guilherme, profissional mais capacitado para explicar tudo sobre os produtos disponibilizados pelo mercado de seguros.

Sempre muito atencioso, ele inicia a conversa dizendo que há dois tipos de previdência privada. São eles: Vida Gerador de Benefícios Livres (VGBL) e Plano Gerador de Benefícios Livres (PGBL), ambos regulamentados pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), autarquia responsável pela autorização, controle e fiscalização do mercado de seguros brasileiro, e subordinada ao Ministério da Fazenda.

Ernesto já tinha ouvido falar sobre essas duas siglas, mas não sabia quais são as peculiaridades destes dois produtos. “Há algumas diferenças entre eles, porém, a mais significativa está no tratamento tributário dispensado a um e outro. Isso porque no PGBL as contribuições são dedutíveis da base de cálculo do Imposto de Renda (IR) até o limite de 12% da renda bruta anual tributável. Já no VGBL, as contribuições não são dedutíveis do IR”, explicou Guilherme.

Feita a explicação, Ernesto indagou: “isso significa que o PGBL é mais indicado para quem precisa de incentivo fiscal e faz a declaração do IR pelo modelo completo?”. “Perfeitamente, meu amigo. Quem possui PGBL pode economizar no IR, ou seja, também é uma alternativa para pagar menos imposto”, respondeu o corretor. Para facilitar ainda mais o entendimento de Ernesto, Guilherme fez a seguinte simulação para mostrar as diferenças do pagamento de IR com e sem PGBL.

Além da possibilidade de economizar no IR, Guilherme ainda frisou que há outros detalhes que devem ser considerados na hora de contratar o plano de previdência privada. Saiba quais são no terceiro texto da série sobre a previdência privada.

Saiba porque Ernesto se interessou em fazer uma previdência privada, no primeiro texto da série. Leia aqui. https://sindsegmd.com.br/previdencia-privada-futuro/

 

Para participar e deixar sua opinião, clique aqui e faça login.

 

Últimas